fbpx


5 Dicas para estudar melhor

Você já estudou muito, mas não sentiu que aprendeu o conteúdo? Isso acontece porque no momento de estudar, a eficiência pesa mais do que quantidade. Estudar muito e de forma desorganizada pode prejudicar seu aprendizado levando a uma sobrecarga de informação. Acompanhe algumas dicas sobre como estudar com mais qualidade.

  • Impeça a curva do esquecimento

Segundo cientistas que estudam um fenômeno psicológico chamado de curva do esquecimento, quando você ouve uma aula ou estuda algo novo, tem uma porcentagem de reter em até 80% da informação que aprendeu ao rever o conteúdo dentro de 24 horas. Além disso, esse fenômeno tem um efeito cumulativo, se você rever o conteúdo depois de uma semana vai reter 100% da informação. Sendo assim, criar um intervalo entre estudar o conteúdo estudado e revisá-lo é mais vantajoso e faz com que você absorva a informação de forma completa.

  • Faça conexões

A memorização de conteúdo se torna mais fácil quando são feitas conexões entre informações que façam sentido para você, estudante. Por conta disso, depende muito do método de aprendizagem que você utiliza para que sejam feitas essas pontes entre conteúdos. Por exemplo, frases que remetam a um assunto ou um termo que você aprendeu, algo que seja um gatilho para ativar aquele conhecimento que está armazenado na sua memória.

  • Relembre conteúdos

Reler conteúdos faz com que você apenas acredite que entendeu a matéria, mas na verdade não é bem assim que funciona. Para memorizar o que já foi estudado, tente relembrar a informação sem recorrer ao material novamente. Quando você consegue recitar ou explicar o que estudou é nesse momento que a matéria foi compreendida de fato e agora faz parte da sua memória a longo prazo. Diversos estudos na área de psicologia recomendam a utilização da “recordação ativa” ao invés de simplesmente ler textos e codificar a informação apenas uma vez. 

  • Pense sobre o que pensar

A metacognição ou “pensar sobre o que pensar” é um método com base em refletir sobre os próprios erros e dificuldades para que através dessa autoavaliação, você possa melhorar o seu desempenho nos estudos e ter um maior controle emocional. Além disso, você consegue refletir sobre o seu progresso nos estudos, que conteúdo tem mais dificuldade, o que precisa revisar etc. São esses parâmetros que vão guiar o cronograma de matérias que precisam ser estudadas.  

  • Use o sistema Leitner

O sistema Leitner utiliza cartões de memorização que contêm uma pergunta sobre algum conteúdo e a resposta. Esse método foca na estratégia de repetição para o estudo de conteúdos que são densos e teóricos, e que normalmente você não está muito familiarizado. Nesse sistema, os cartões ficam dentro de uma caixa e quando são respondidos corretamente passam para uma outra caixa e caso sejam respondidos errado, voltam para a caixa anterior. São 4 caixas no total, que equivalem a frequência em que os cartões devem ser revisados (diária, semanal, mensal e semestral), sendo assim, os conteúdos dos cartões da primeira caixa precisam de mais estudo, e da última, de menos revisão.

Muito mais do que estudar, é preciso criar uma conexão entre teoria e prática, analisar os seus métodos e o quanto você evoluiu para que as horas em frente aos livros possam se transformar em resultados positivos.



Escreva um comentário